Domingo, 19 de Novembro de 2017
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Rating 4.50 (8 Votes)

Imagem:Luis Gabriel

caca 2004 7 20150218 1416146537
Comandantes das Unidades Aéreas durante a cerimônia no Memorial Senta a Pua

 

Rio de Janeiro, 22 de Abril de 2004.

 

Dois eventos marcaram a passagem do 59º Dia da Aviação de Caça, o primeiro ocorreu no dia 21 de abril - Almoço Anual dos Veteranos da FAB e o segundo ocorreu hoje, 22 de abril, na Base Aérea de Santa Cruz (RJ)

O Almoço Anual se realizou no Salão do Clube da Aeronáutica, no Centro do Rio de Janeiro, e foi aberto por uma missa de ação de graças realizada no Auditório do INCAER. O evento contou com a participação de veteranos da FAB na Segunda Guerra Mundial (Grupo de Caça, ELO e 350th FG), que vieram de várias partes do país, veteranos da FEB, dos familiares destes (esposas, filhos e netos) e por militares da reserva, dentre eles os ex-Ministros da Aeronáutica Otávio Moreira Lima e Sócrates Monteiro e o ex-Comandante do 1º Grupo de Aviação de Caça Silvio Potengy.

Como sempre acontece nos almoços mensais, o Veterano Rui Moreira Lima, pediu permissão ao Veterano mais antigo presente, o Veterano Othon Correia Netto, e falou aos presentes sobre a tradição do Grupo de Caça e como isso foi importante para manter os veteranos unidos até os dias de hoje, passados 60 anos. O Veterano John Buyers falou brevemente sobre o projeto de seu livro e as dificuldades que vem encontrando para editá-lo. Antes do almoço ser servido, houve o tradicional Adelphi para aqueles que partiram e o canto do Carnaval em Veneza.

A festa da Aviação de Caça foi comemorada com céu de brigadeiro, na Base Aérea de Santa Cruz, neste dia 22 de abril de 2004. Com a participação dos veteranos da FAB e FEB, familiares dos veteranos, militares da reserva e da ativa (das três forças), convidados, e a presença do Ministro da Defesa, José Viegas, a cerimônia começou no Memorial Senta a Pua, onde o piloto mais moderno do 1º GAvCA, Ten. Honório, acendeu a pira que simboliza a chama do piloto de caça. em seguida o Comandante do 1º Grupo de Aviação de Caça, fez um breve discurso sobre a importância do dia 22 de abril na história militar brasileira. Durante a leitura houve uma salva de tiros em homenagem aos pilotos mortos na fase de treinamento, no Panamá, e na fase de operações de guerra na Itália

A cerimônia prosseguiu com a colocação de flores sobre o túmulo do Brigadeiro Nero Moura, pelo Veterano Othon Correia Netto acompanhado pelo Ministro José Viegas, e pelo hasteamento da flâmula do 1º Grupo de Aviação de Caça, utilizada nos acampamentos da Itália, durante a Segunda Guerra Mundial.

Concluída a cerimônia no Memorial Senta a Pua, todos se deslocaram para o pátio ao lado do hangar, aonde aconteceu a solenidade militar. O Comandante da Aeronáutica, Ten.-Brig.-do-Ar Luiz Carlos da Silva Bueno e o Ministro da Defesa, José Viegas falaram para os presentes, e a tropa, encabeçada por um grupamento de Veteranos, filhos e netos, e militares da reserva, desfilou em continência às autoridades e convidados. Como não podia deixar de ser, os aviões também participaram da festa, fazendo passagens em frente aos convidados durante o desfile militar. Foram ao todo 44 aeronaves (16 A-1 AMX, 8 F-5 Tiger, 8 T-27 Tucano, 8 AT-26 Xavante e 4 F-103 Mirage).

O final do evento foi realizado no Cassino dos Oficiais, aonde os atuais pilotos de caça se uniram aos convidados para um Coquetel de confraternização.

imagem001 Outras imagens - Clique aqui para ver a fotogaleria deste artigo