Quinta, 23 de Novembro de 2017
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Rating 5.00 (2 Votes)

Imagem:Luis Gabriel

caca 2005 14 20150218 1327162961
O Vice-Presidente da República Sr. José Alencar e o Veterano Miranda Corrêa inauguraram a placa comemorativa dos 60 anos do Dia da Aviação de Caça. Na foto estão acompanhados pelo atual comandante do 1º Grupo de Caça, Ten-Cel. Osmar e do Comandante da Aeronáutica Brig. Bueno

 

Rio de Janeiro, 22 de Abril de 2005.

Numa festa que reuniu centenas de pessoas, inclusive o Vice-Presidente da República, José Alencar, a festa do Dia da Aviação de Caça, na Base Aérea de Santa Cruz (RJ), foi muito especial. Nesta data comemorou-se os 60 anos do dia em que o 1º Grupo de Caça realizou o maior número de missões em território italiano.

Foram 11 missões, a primeira decolando às 08:30 com quatro P-47D e a última retornando a Pisa às 17:20 também com quatro P-47D. Coincidentemente três dos quatro P-47D desta última missão eram pilotados pelo Cap. Horácio e pelos Ten. Lara e Lima Mendes, que também estavam presentes na primeira missão do dia e que voaram cada um mais uma missão neste dia, e portanto se tornaram os recordistas em missões no 22 de abril. Aliás o dia 22 começou com 22 pilotos em condições de vôo e veio a terminar com apenas 21 pois o Ten. Coelho foi abatido na região de Reggio Emilia, na penúltima missão do dia, e ficou prisioneiro até o final da guerra.

A solenidade militar foi aberta pelo atual Comandante do 1º Grupo de Aviação de Caça, o Ten-Cel. Osmar, pedindo autorização ao Vice-Presidente da República e Ministro da Defesa José Alencar. Em seguida, o oficial mais moderno do Grupo acendeu a pira com a chama que simboliza o Espírito da Caça e o Ten-Cel. Osmar falou aos presentes sobre a importância para a FAB, e principalmente para os caçadores, do dia 22 de abril de 1945, e encerrou o seu discurso cumprindo o tradicional ritual da chamada nominal daqueles que pagaram com a vida a luta pela democracia. A cada um dos nomes citados os Veteranos respondiam a plenos pulmões e muito emocionados: "PRESENTE!" e a guarda de honra disparava um tiro de festim.

Em seguida houve a leitura da Ordem do Dia, a deposição de uma coroa de flores no túmulo de Nero Moura, e o hasteamento da flâmula usada pelo 1º Grupo de Aviação de Caça na Itália, que coube ao Veterano Miranda Corrêa executar ao som do Hino dos Aviadores. Para encerrar a cerimônia, o Vice-Presidente da República José Alencar e o Veterano Miranda Corrêa descerraram uma placa alusiva aos 60 anos do dia da Aviação de Caça.

O desfile militar foi realizado no pátio oeste. Lá discursaram para o público o Comandante da Aeronáutica, Brig. Bueno, e o Vice-Presidente da República, José Alencar. Como vem acontecendo nos últimos anos, o desfile foi aberto pelos Veteranos, seus filhos e netos, e velhos caçadores, que foram aplaudidos enormemente pelo público, que se emocionou ao ver um dos Veteranos pedir para desfilar em cadeira de rodas empurrado por seu filho. Durante o desfile, houve a também tradicional passagem dos caças F-5, esse ano com duas novidades: as pinturas comemorativas dos 30 anos de F-5 na FAB e dos 58 anos do Esquadrão Pampa.

Houve ainda uma demonstração de tiro tático dos aviões A-1, RA-1 e A-29, realizado no estande e o encerramento coroado com um belíssimo coquetel. Durante o coquetel, houve também a inauguração de um quadro representando o Ten-Cel. Nero Moura e sua aeronave P-47D. Coube ao Veterano Meira e ao Brig. Lencastre, a honra de fazer o descerramento do pano em companhia da artista plástica que fez a pintura.

imagem001 Outras imagens - Clique aqui para ver a fotogaleria deste artigo