Sábado, 18 de Novembro de 2017
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Rating 4.71 (14 Votes)
caca 2008 11 20150218 1209307015
Comandantes das unidades de caça sob as asas do P-47 Thunderbolt. Crédito: Luis Gabriel


O Sentando a Pua! teve uma semana agitada por conta das inúmeras festividades alusivas ao Dia da Aviação de Caça em 2008. Estivemos presentes nas três principais: o Almoço do Caçador, a Reunião Anual dos Veteranos e a Solenidade Militar na BASC.

A primeira festividade foi o "Almoço do Caçador" no dia 19, na Base Aérea de Santa Cruz. Nesta oportunidade, pilotos de todas as unidades de caça do Brasil se encontram para, junto com as Velhas Águias, realizar um grande momento de confraternização, e reviver a epópeia do bravo tenente Danilo Moura, com a encenação da Ópera do Danilo. Esteve presente a este evento o atual Comandante da Aeronáutica, Ten-Brig. Juniti Saito. Por conta disto, os convidados que não pertencem aos quadros da FAB não puderam participar do almoço, ficando apenas durante a encenação da ópera.

No dia 21, foi realizada a 38ª Reunião Anual dos Veteranos do 1º Grupo de Caça e da 1ª ELO no Clube da Aeronáutica, centro do Rio de Janeiro. Este almoço da família jambock foi idealizado pelos Veteranos do Grupo de Terra e recebeu o apoio dos pilotos que desde então marcam sua presença neste evento.

Este ano a novidade foi o início da transição da organização do evento. Os Veteranos decidiram incluir na comissão de organização alguns filhos, netos e colaboradores, que são a base da nova geração da familia jambock.

Como é de praxe nesta reunião, o dia começou com uma missa de ação de graças no INCAER, conduzida pelo Cel. Capelão Campos, e que lembrou a todos a perda recente de dois integrantes do 1º Grupo de Caça, os Veteranos Rocha e Correia Netto . Durante a missa, os Veteranos Osias e Varela leram alguns trechos da Bílblia, e o Brig. Rui Moreira Lima falou algumas palavras sobre a participação da FAB na Campanha da Itália.

Na sequência foi feita a inauguração de uma placa alusiva ao 38º aniversário da reunião anual. Esta placa foi uma homenagem dos filhos, netos e bisnetos e junto com os banners que enfeitaram o salão nobre onde ocorreu o almoço, foi feita com o apoio do III COMAR. A placa foi descerrada pelo Comandante da BASC, Cel. Caputo, e pelo Comandante do 1º Grupo de Caça, Ten-Cel. Lorenzo, após breves palavras do Veterano Osias e de Luis Gabriel (representando os familiares dos Veteranos). Um momento de muita emoção foram as palavras do Sr. Aleksander Laks, sobrevivente do Campo de Extermínio de Auschwitz. Ele comentou que sair dos 5 anos de confinamento em Auschwitz foi para ele como voltar do inferno, disse ter visto sua família ser dizimada pelos nazistas e que foi com a graça de Deus que hoje está vivo para poder dar o seu testemunho sobre os horrores dos campos de extermínio. Disse ainda que ele se sente brasileiro, e que tem muito orgulho da nossa participação na segunda guerra mundial.

O tradicional almoço teve aproximadamente 120 pessoas e teve outras duas novidades: o sorteio de 10 gravuras do P-47 do Cel. Nero Moura, doadas pela Editora Adler, e um filme de 21 minutos contando a trajetória dos bravos guerreiros da Campanha da Itália, usando fotos e músicas da época, criado pelos filhos e netos dos Veteranos. Os Comandantes da BASC, Cel. Caputo,  e do 1º GAvCa, Ten-Cel. Lorenzo, foram agraciados com a Medalha Mascarenhas de Moraes, outorgadas pela ANVFEB, e entregues respectivamente pelos Brig. Meira e Rui. Como não poderia deixar de ser, o Brig. Rui convidou a todos para que fizessem o tradicional ADELPHI, e cantassem o Carnaval em Veneza .

No dia seguinte, 22 de abril, a festa ficou por conta da BASC. Lá, foi comemorado o Dia da Aviação de Caça. A solenidade foi presidida pelo Tenente-Brigadeiro-do-Ar Paulo Roberto Röhrig de Britto, Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, que substituiu o Comandante da Aeronáutica, envolvido com outra solenidade fora do Brasil.

O roteiro, muito parecido com o dos outros anos, começou com a solenidade no Memorial Senta a Pua! onde foi acesa pelo piloto mais moderno a pira com a chama que simboliza o Espírito do Piloto de Caça. Na sequência o Comandante do 1º Grupo de Caça, Ten-Cel. Lorenzo, fez um belo discurso em que homenageou e agradeceu aos Veteranos do 1º Grupo de Caça pelos ensinamentos e pela doutrina que implantaram no Brasil, além de expressar como foi difícil em tão pouco tempo de comando (ver artigo da troca de comando do 1º GAvCa) ter que se despedir de dois heróis da Campanha da Itália.

Seguindo o ritual, a guarda de honra da BASC disparou salva de tiros durante a leitura dos nomes dos nove pilotos que perderam sua vida nos campos de batalha. Reza a tradição, que a cada nome lido, todos deverão gritar em uníssono "PRESENTE" como se estivessem respondendo uma chamada. Isto simboliza que embora não estejam mais presentes fisicamente, jamais serão esquecidos pelos companheiros.

Antes de encerrar a solenidade no Memorial, os Brig. Rui e Röhrig depositaram uma coroa de flores no túmulo do Patrono da Aviação de Caça, Brig. Nero Moura . E finalmente, o Brig. Rui, oficial mais antigo do 1º Grupo de Caça presente, hasteou a flâmula usada pelo 1º Grupo de Caça na Itália, ao som do Carnaval em Veneza.

Entre as solenidades do Memorial e a do Pátio Oeste houve um tempo para que os convidados pudessem apreciar uma exposição estática dentro do hangar do Zepellin. Lá estavam expostos os atuais caças da FAB: Mirage 2000, F-5EM, A-1 e AT-29, além de barracas de campanha e de jeeps da coleção do Clube de Veículos Militares Antigos do Rio de Janeiro.

No Pátio Oeste da BASC realizou-se a cerimônia militar alusiva ao Dia da Aviação de Caça. Contando com a presença de várias gerações de caçadores, a solenidade iniciou com o Brig. Röhrig passando em revista a tropa e na sequência a entrega dos prêmios de piloto mais eficiente de cada unidade de caça e do troféu Pacau. Antes do iníco do desfile militar, o atual porta-estandarte do 1º Grupo de Caça, passou às mãos do Veterano Osias, a bandeira da unidade.

Os Veteranos foram acomodados nos veículos do CVMARJ para o desfile, enquanto um outro grupamento era formado por ex-caçadores, pilotos de outras unidades de caça, e filhos e netos de Veteranos. Vale ressaltar que neste grupamento desfilaram também dois Veteranos que fizeram questão de vir a pé: Meira e João Rodriguez .

O desfile foi muito aplaudido pelo público, especialmente os Veteranos, que como sempre abrilhantaram o evento com sua presença. As passagens de seis aeronaves (dois A-1, dois F-5EM e dois Mirage 2000) durante a solenidade também foram acompanhadas com muito interesse pelos convidados.

Após a solenidade, houve uma demonstração de tiro real no estande, apenas para alguns convidados, enquanto os outros se dirigiram para o Cassino dos Oficiais onde realizou-se o Coquetel de Confraternização.

O Sentando a Pua! gostaria de deixar os agradecimentos ao Ten-Cel. Lorenzo pelo apoio dado para a realização desta cobertura e aos filhos, netos e colaboradores de Veteranos pelo sucesso da Reunião Anual.


imagem001 Outras imagens - Clique aqui para ver a fotogaleria deste artigo