Sábado, 18 de Novembro de 2017
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Rating 4.95 (19 Votes)

Em Pisa, tive ainda outro caso interessante, com o piloto do meu avião, o A3, o Ten. Eustórgio. Certa vez, manifestei a vontade de um grande sonho, qual seria, o de voar no meu avião A3, ao Ten. Eustórgio. Ele muito calmamente, conversou comigo e disse: "Olha Joãozinho, voar até que seria possível", e explicou-me como seria, "porém de grande risco! Se nos pegarem, serei punido e, possivelmente, proibido de continuar voando." Sensibilizado, agradeci ao Ten. Eustórgio e, desisti de realizar aquele meu sonho fantasia!

No dia 24 ou 25 Dez 1944 (na verdade 04 Jan 1945¹), o Ten. Eustórgio chegou de uma missão (missão 144 do 1º GAvCa) abatido e eu perguntei-lhe o que havia acontecido, a resposta foi: "Joãozinho, se minha mãe pudesse imaginar o que fiz hoje, certamente teria um 'infarto' . Ela é muito religiosa (católica). A missão foi o lançamento de bombas incendiárias."

O Ten. Eustórgio contou-me que viu vários soldados alemães saindo dos abrigos antiaéreos, correndo como verdadeiras tochas humanas, tudo provocado pelas bombas incendiárias! Realmente foi uma cena brutal!

 

história contada pelo Sgt. João Rodriguez Filho

¹revisão do Sentando a Pua!