Sábado, 18 de Novembro de 2017
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Rating 0.00 (0 Votes)
PV-1 em tres vistas
imagem001 galeria do PV-1

 

 

Ficha Técnica

Fabricante Lockheed Aircraft Company
Modelo PV-1 Ventura
Ano Entrada Serviço 1942
Produzidos 2.335
Motor Dois Pratt & Whitney R-2800-31 radiais a pistão com 2.000 hp cada.
Envergadura 19,96 m
Comprimento 15,77 m
Altura 3,63 m
Área da Asa 51,19 m²
Peso Vazio 7.538 kg
Peso Máximo 11.599 kg
Tripulação 5
Armamento Duas metralhadoras .50 localizadas no nariz, duas outras na torre dorsal, duas .30 na torre ventral e capacidade para até 1.120 Kg de bombas, cargas de profundidade e um torpedo.
Velocidade Máxima 518 km/h
Velocidade Cruzeiro n/d
Teto 8.000 m
Alcance 2.672 km

 

História

O sucesso inicial da Lockheed Company com o bombardeiro médio "Hudson" (derivado do projeto do Super Electra Modelo 14) utilizado pela RAF (Royal Air Force), fez com que a empresa apresentasse uma proposta para uma versão especializada em bombardeio e reconhecimento baseada no Lodestar Modelo 18. O novo avião foi designado pela Lockheed de Modelo 37, e, após um breve período de testes, a RAF encomendou 675 deles batizando-os de Ventura. Eles eram maiores e mais pesados, carregavam mais bombas e possuiam melhor armamento que o "Hudson", entrando em serviço na RAF em 3 de Novembro de 1942. Rapidamente suas limitações como bombardeiro diurno vieram a tona assim que um grande número deles foi abatido por fogo inimigo. Foram adaptados para operarem no Comando Costeiro da RAF em missões de defesa, e mais da metade das encomendas originais foi cancelada.

Esse excedente foi comprado pela Força Aérea do Exército dos Estados Unidos e designado como B-34 e B-37, sendo engajados como avião de patrulha marítima. A Marinha americana também fez uma encomenda e as primeiras aeronaves foram batizadas de PV-1 Ventura. Em Junho de 1943, a Marinha encomendou uma versão de longo alcance levemente modificada, se tornando no PV-2 Harpoon. Pelo menos 2.100 Venturas e Harpoons (versão naval) foram entregues antes do fim da guerra e mais 900 após. Principalmente os Venturas foram entregues à um grande número de nações incluindo Brasil, França e todas as nações do Commonwealth.

PV-1s e PV-2s combateram no teatro do Pacífico e serviram no US Naval Reserve até o fim dos anos 40. Alguns modelos excedentes foram fornecidos á nações como Itália, Japão, Holanda, Portugal e Peru. Alguns poucos foram convertidos em transporte civil VIP pela Howard Aero Services nos Estados Unidos, e outros em avião pulverizador de lavouras.

fontes: Warbird Alley, Naval History of WW2